quinta-feira, 30 de julho de 2015

Nunca julgue um livro pela capa!

Vocês não sabem o que me aconteceu na segunda-feira! Eu tive uma consulta no oftalmo de manhã, porque, para quem não sabe, eu não enxergo muito bem e já fazia mais de um ano que eu não ia. Até aí, beleza. À tarde, eu fui no shopping para comprar um óculos novo porque meu óculos antigo quebrou e meu grau aumentou.

"você pode me dizer quais são as três primeiras letras?" "A, O e F. Não, T. Isso definitivamente é um T. Ou será um E? Ai, tio,  não sei."
Eu e minha irmã combinamos de ir em todas as sete óticas do shopping para ver qual valia mais a pena (paramos na segunda). Foi tudo uma beleza. Provei uns 500 óculos e finalmente consegui escolher um. O carinha simpático da ótica falou que tinha que ir no outro andar para trocar a notinha por um cupom... enfim, essas coisas. Lá fomos nós duas (aqui vai um adendo para dizer que o cara que estava trocando as notinhas era um pitéu). Depois, viramos em alguns corredores do shopping e eu encontrei uma das minhas lojas favoritas *pausa para a vergonha alheia*.

"Vamos, por favor. Por favor. Por favor. Por favooooooooooooor."
Entramos na Saraiva e minha irmã já me olhou desconfiada, tipo "eu te conheço, você não vai me enrolar hoje". Eu devolvi com um olhar tipo "só um, por favor". Somos muito boas nesse lance de conversar por olhar, vocês deveriam ver. Daí ela falou, em alto e bom som: "só um e eu não vou gastar mais do que 30 reais aqui". *pausa para chorarmos pelos adultos de hoje em dia que não querem investir em boas coisas*.

Eu pensei "pô, legal, 30 reais eu tô de boa.", mas aí ela soltou a bomba: "você tem 10 minutos". Cara, isso não é legal de se fazer. Eu não consigo nem pensar quando me dão um tempo para fazer as coisas. Sério, eu meio que faço tudo de qualquer jeito e deixo assim. Ela entrou na loja comigo, mas foi para um lado e eu para o outro. Olhei no celular o horário e comecei a rodar a loja. Andei para um lado e para o outro e não fazia a menor ideia do que queria. Sim, eu quis entrar na loja por olho grande, quem nunca?

Quando faltavam uns quatro minutos, eu estava passando pela seção infantil e vi um livro lindo. Não pertencia àquela seção, isso já dava para notar só de olhar para a capa. Tinha um desenho de uma flor azul (não sei qual flor era, não sou boa com essas coisas), era a coisa mais linda, sério. Melhor de tudo: custava quatorze reais. Eu poderia levar aquele livro e outro de dezesseis. Já animadíssima, eu fui ler a sinopse. Falava sobre uma mulher que morava sozinha e todos os dias, recebia uma flor azul na porta, de uma pessoa anônima. Achei o máximo, com certeza ia levar, só que nisso apareceu uma mulher com a camisa da loja e falou: "você vai levar esse? Tem conteúdo adulto". Onde tava escrito que conteúdo adulto não pode ser vendido para adolescente? O-N-D-E? Pior é que eu não fazia a menor ideia que tinha.

Não bastava a guria falar isso, minha irmã chegou na hora e me olhou tipo "quer ler conto erótico, né?" e eu fiquei tipo "que isso? Não, nossa, claro que não!". Entreguei o livro na mão da moça e a minha irmã disse "já deu 10 minutos". Eu não aguentei, sério. Olhei para o primeiro livro do meu lado, a prateleira da seção de literatura infanto-juvenil, e peguei. Vi que era Eleanor & Park em inglês e sorri para ela. Agora vem o lado ruim: o livro custava R$44,90. Olhei para ela, ela olhou para mim, olhei para ela, ela olhou pro livro, olhei pro chão, ela olhou o relógio, olhei para ela, ela olhou para mim (a ordem não importa) e falou um sonoro "não".

A desocupada da moça que trabalhava na loja ainda estava ali, mas arrumando uns livros e eu perguntei a ela se tinha Eleanor & Park em português. Ela disse que tinha acabado e que ia dar uma olhada no estoque, que voltava em um minutinho. ELA PASSOU DEZ MINUTOS NO ESTOQUE, VOCÊS TÊM NOÇÃO? Pelo menos, ela voltou com o livro. Mas ele tava todo cagado, deu até pena. E adivinhem só? Custava R$29,90. VINTE E NOVE E NOVENTA, GENTE, EU PASSEI RASPANDO!

No final das contas, aprendi algumas lições muito importantes:
  1. Nunca são apenas 10 minutos;
  2. Moças que trabalham em lojas nunca levam "só um minutinho";
  3. Você pode encontrar livros de conteúdo adulto na seção infantil;
  4. Cuidado com flores azuis; 
Agora que já alertei vocês, vou comer pudim. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário